• Check us out on:
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Flickr
  • Youtube

Coleta de Poluição Aquática, Detritos Flutuantes e Entulho Marinho

Tanto as autoridades portuárias quanto as envolvidas com irrigação sabem bem o quanto é difícil e dispendioso o trabalho de limpeza de detritos flutuantes - uma tarefa que não deve ser negligenciada, pois pode trazer riscos à saúde e para embarcações.

Problemas com Detritos Marinhos

Mais do que simples poluição visual, os detritos marinhos apresentam riscos para as embarcações, são uma ameaça à segurança humana, acarretam danos para a fauna e flora, e podem provocar perdas econômicas substanciais. Este é um problema significativo e a crescente conscientização pública em relação a assuntos ambientais acaba acionando governos e autoridades públicas. Os níveis de entulho marinho e detritos têm aumentado devido à maior utilização das vias marítimas, tanto para fins comerciais quanto de recreação, e em conseqüência da proliferação de plásticos e outros produtos não biodegradáveis. Os detritos marinhos podem ser constituídos de lixo doméstico, embalagens de alimentos, madeiras, troncos, árvores, esgoto, petróleo, vegetação aquática e peixes mortos. Entretanto, uma porção significativa dessa poluição é resultado de operações industriais e comerciais. Embora equipamentos de pesca, cargas de navios, petróleo e outros resíduos marinhos sejam procedentes do oceano, a maior parte dos detritos marinhos são, na verdade, de origem terrestre, produzidos por escoadouros de águas pluviais, despejos ilegais ou lixo descartado. Atualmente, um número cada vez maior de pessoas tem preferido viver em áreas costeiras. Para atender a essa demanda, muitos armazéns de docas inativos têm sido transformados em residências. Lixo, detritos, destroços flutuantes e cargas alijadas de navios não são particularmente atraentes e apresentam potenciais riscos à saúde, podendo influenciar negativamente a decisão daqueles que pretendem viver ou visitar uma determinada área, tendo conseqüentemente grande impacto econômico no futuro de regiões litorâneas em desenvolvimento. Portanto, a ÁGUA LIMPA é requisito essencial na regeneração em grande escala destas áreas.

Draga de Superfície Water Witch

A eliminação de detritos aquáticos flutuantes e submersos é uma tarefa difícil e dispendiosa, mas que tem sido facilitada graças ao desenvolvimento da Draga de Superfície Water Witch. A primeira embarcação Water Witch foi desenvolvida no começo dos anos 60, quando o Porto de Liverpool, na Inglaterra, tornou-se obstruído por lixo que subseqüentemente entupiu o sistema de docas. Atualmente, existem 70 embarcações de limpeza Water Witch em operação nos maiores portos do mundo, incluindo Hong Kong, Nova Iorque, Cingapura, Cidade do Cabo e Londres.

Multifuncionalidade da Embarcação Water Witch

A coleta de detritos, em si, já é uma tarefa importante, entretanto, nos últimos 40 anos, a Water Witch tem sido desenvolvida para desempenhar uma ampla gama de trabalhos. Além da coleta de detritos, toda embarcação Water Witch pode também dragar, remover plantas aquáticas invasoras como o jacinto aquático, efetuar o levantamento de materiais e reboque de propulsão, atuar em operações contra incêndio e salvamento, e oferecer serviço rápido de resposta a vazamentos de petróleo. Esta abordagem fornece uma solução bastante econômica para muitas exigências portuárias e de ancoradouros, pois uma única embarcação é capaz de desempenhar diversas tarefas - tudo através de um só operador. Conseqüentemente, também fica mais fácil para os proprietários justificarem o investimento numa embarcação de limpeza